Personagens #02 - Arquétipos de Jung.

ARQUÉTIPOS.


Sim, são aqueles tipos de personagens que eu sempre falo nas resenhas para dar um exemplo da personalidade deles. Existem várias versões, mas aqui eu irei falar de Jung.


"Nenhum arquétipo pode ser reduzido a uma simples fórmula. Trata-se de um recipiente que nunca podemos esvaziar, nem encher. Ele existe em si apenas potencialmente e quando toma forma em alguma matéria, já não é mais o que era antes. Persiste através dos milênios e sempre exige novas interpretações. Os arquétipos são os elementos inabaláveis do inconsciente, mas mudam constantemente de forma" — Carl Jung.


Eu pontuo o arquétipo como um tipo de estereótipo. No caso de Jung, temos os tipos principais, que eu acho muito mais em conta do que os outros que surgiram depois. Ele detém todas as personalidades em elementos clássicos e comuns, elementos de identidade.


Nenhum personagem é uma coisa só, os que se presam pelo menos. Os arquétipos representam experiências, consequentemente eles evocam emoções profundas. Ou seja, ele não é Arquétipo A ou B, ele é uma pessoa com tais características, que dependendo do caminho traçado se concretiza em Arquétipo A com B.


ARQUÉTIPOS DE CARL JUNG:


HERÓI:

"Temos algo que Voldemort não tem, que vale a pena lutar " — Harry Potter, Harry Potter.


Este é geralmente o protagonista. Suas principais características são a coragem e a força de vencer, não importam os desafios. Este arquétipo geralmente define aquele que tenta provar sua competência através de atos grandiosos, buscando um bem maior, geralmente para o próximo, mas pode ocorrer de querer para si próprio também. Muitas vezes, acaba se tornando um mártir.


Lema: Onde há uma vontade, há um caminho.

Desejo central: Provar o valor para alguém através de atos corajosos.

Objetivo: Especialista em domínio de um modo que melhore o mundo.

Maior medo: Fraqueza, vulnerabilidade, ser um "covarde".

Estratégia: Ser tão forte e competente quanto possível.

Fraqueza: Arrogância, sempre precisando de mais uma batalha para lutar.

Talento: Competência e coragem.

O herói também é conhecido como: O guerreiro, o salvador, o super-herói, o soldado, o matador de dragão, o vencedor e o jogador da equipe.


FORA DA LEI:


"A vida é uma série de merdas com rápidos comerciais felizes" — Deadpool.


Também conhecido como Revolucionário ou Rebelde. Suas características giram em torno de um espírito livre, que não segue regras e geralmente está à frente de seu tempo. Percebe-se bem que não se encaixa na sociedade, e tem qualidades que inspiram outras pessoas, ou que a sociedade desdenha, por liberar o mais selvagem de dentro de cada um.


Lema: As regras são feitas para serem quebradas

Desejo central: Vingança ou revolução.

Objetivo: Derrubar o que não está funcionando.

Maior medo: Ser impotente ou ineficaz.

Estratégia: Interromper, destruir ou chocar.

Fraqueza: Cruzar para o lado negro do crime.

Talento: Ousadia, liberdade radical.

O rebelde também é conhecido como: O ilegal, o revolucionário, o homem selvagem, o desajustado, o iconoclasta.


BOBO DA CORTE:


"Francamente, mulher, você diz que é nossa mãe? " — Fred ou George Weasley, Harry Potter.


Quando um personagem tem como base o arquétipo do Bobo da Corte, só quer se divertir. Sem medo do que os outros vão pensar e sem se prender a qualquer tipo de modelo socialmente predefinido, o Bobo da Corte é sempre espontâneo, brincalhão. Ele quer desfrutar de tudo o que a vida pode oferecer antes que seja tarde demais.


Lema: Carpe Diem. Só se vive uma vez.

Desejo central: Viver para o momento com pleno gozo.

Objetivo: Ter um grande momento e iluminar o mundo.

Maior medo: Se aborrecer ou chatear os outros.

Estratégia: Jogar, fazer piadas, ser engraçado.

Fraqueza: Frivolidade, desperdício de tempo.

Talento: Alegria.

O bobo da corte também é conhecido como: O tolo, o malandro, o palhaço, o brincalhão, o comediante.


CRIADOR:


"Eu não posso fazer uma equação sem as variáveis" — Tony Stark, Vingadores.


Este arquétipo define o personagem que sente necessidade de criar e inovar, caso contrário, sente-se mal e inútil. Quer deixar sua marca de alguma forma e expressar sua visão e ideias, mas pode se tornar perfeccionista ou encontrar meios nem sempre tidos como "corretos" para realizar suas criações.


Lema: Se pode ser imaginado, pode ser criado.

Desejo central: Criar coisas de valor duradouro.

Objetivo: Realizar uma visão.

Maior medo: A visão ou a execução medíocre.

Estratégia: Desenvolver a habilidade e o controle artístico.

Tarefa: Criar cultura, expressar a própria visão.

Fraqueza: Perfeccionismo, soluções ruins.

Talento: Criatividade e imaginação.

O Criador também é conhecido como: O artista, o inventor, o inovador, o músico, o escritor, o sonhador.


INOCENTE:


"Estou cansado, chefe. Cansado de estar na estrada, solitário como um pardal na chuva" — John Coffey, À Espera de um Milagre.


O Inocente é o típico personagem otimista. Deixa-se levar por simples emoções positivas, esperançosas e nostálgicas, e sempre almeja o "paraíso". Quer apenas ser feliz, se sentir bem, e acaba confiando muito em outras pessoas. Também tem um grande problema com mudanças, e prefere estar estagnado, pois se sente bem onde está, ou então, acha que o destino trará algo melhor.

Lema: Somos livres para ser eu e você.

Desejo principal: Chegar ao paraíso.

Objetivo: Ser feliz.

Maior medo: Ser punido por ter feito algo de ruim ou errado.

Estratégia: Fazer as coisas certas.

Fraqueza: Chato por toda a sua inocência ingênua.

Talento: Fé e otimismo.

O Inocente também é conhecido como: utópico, tradicionalista, ingênuo, místico, santo, romântico, sonhador.


CARA COMUM:


"Simplesmente não posso ir sem saber para onde" — Bilbo Bolseiro, O Hobbit.


No caso do Bilbo ele começa no Cara Comum e ao longo da jornada se torna o Herói, o que é muito feito.

O Cara Comum só quer uma coisa: pertencer ao meio. Tem forte empatia para com os que o cercam, e tenta ao máximo ser como todos os outros, ter o máximo de características em comum com aqueles a sua volta e ser aceito. Igualitário e abomina superficialidade.


Lema: Todos os homens e mulheres são iguais.

Desejo central: Ligação com os outros.

Objetivo: Fazer parte.

Maior medo: Ficar de fora ou se destacar da multidão.

Estratégia: Desenvolver sólidas virtudes comuns, seja para a Terra ou o contato comum.

Fraqueza: Perder o próprio "Eu" em um esforço para se misturar ou por uma questão de relações superficiais.

Talento: O realismo, a empatia, a falta de pretensão.

A pessoa normal também é conhecida como: O bom menino velho, o homem comum, a pessoa da porta ao lado, o realista, o cidadão sólido, o trabalhador rígido, o bom vizinho, a maioria silenciosa.


PRESTATIVO:


"Eu vou lutar por todos aqueles que não podem lutar por eles mesmos" — Diana, Mulher Maravilha.


Completamente altruísta, o arquétipo do Prestativo só quer o bem do próximo, acima do próprio. É semelhante ao Herói, com a única diferença de que não busca um bem maior, nem quer mudar algo ou destruir algum mal. No entanto, este arquétipo pode vir em conjunto com o do Herói na construção de um personagem.


Lema: Ame o teu próximo como a ti mesmo.

Desejo central: Proteger e cuidar dos outros.

Objetivo: Ajudar os outros.

Maior medo: Egoísmo e ingratidão.

Estratégia: Fazer coisas para os outros.

Fraqueza: Martírio e ser explorado.

Talento: Compaixão e generosidade.

O cuidador também é conhecido como: O santo, o altruísta, o pai, o ajudante, o torcedor.


EXPLORADOR:


"Tudo que é pequeno é só uma versão menor de algo grande" — Finn, Hora de Aventura.


Ninguém melhor do que o Finn para representar o arquétipo do Explorador.

O Explorador sente a necessidade de desvendar os mistérios do mundo e da vida, pois deste modo, conhecerá a si mesmo. Precisa ser livre para qualquer tipo de aventura em sua busca pessoal para descobrir quem ele realmente é.


Lema: Não construa cercas à minha volta.

Desejo central: A liberdade de descobrir quem é, através da exploração do mundo.

Objetivo: A experiência de um mundo melhor, mais autêntico, mais gratificante na vida.

Maior medo: Ficar preso, conformidade e vazio interior.

Estratégia: Viajar, procurar e experimentar coisas novas, fugir do tédio.

Fraqueza: Perambular sem destino tornando-se um desajustado.

Talento: Autonomia, ambição, ser fiel à sua alma.

O explorador também é conhecido como: O candidato, o iconoclasta, o andarilho, o individualista, o peregrino.


MAGO:


"São as nossas escolhas que revelam o que realmente somos, muito mais do que as nossas qualidades" — Alvo Dumbledore, Harry Potter.


O Mago quer sempre entender o princípio das coisas. Busca conhecer as leis que regem o Universo, para manipulá-las a seu favor e fazer sonhos se tornarem realidade. Mas é exatamente esta a sua fraqueza: acabar se tornando manipulador. Geralmente, quando a consequência de seus atos é ruim e sai de seu controle, o personagem baseado no arquétipo do Mago tem uma reflexão interior, avaliando a si mesmo para resolver o problema.


Lema: Eu faço as coisas acontecerem.

Desejo central: Compreensão das leis fundamentais do universo.

Objetivo: Realizar sonhos.

Maior medo: Consequências negativas não intencionais.

Estratégia: Desenvolver uma visão e viver por ela.

Fraqueza: Se tornar manipulador.

Talento: Encontrar soluções ganha-ganha.

O mágico também é conhecido como: O visionário, o catalisador, o inventor, o líder carismático, o xamã, o curandeiro, o feiticeiro.


AMANTE:


"Toda mulher é um mistério a ser desvendado, mas uma mulher nada esconde, de um amante verdadeiro" — Don Juan de Marco, Não Faço a Mínima Ideia.


Este arquétipo é semelhante ao do Cara Comum; busca relacionar-se com todas as pessoas, com a diferença de que a busca é de relações intensas, construídas na base da confiança e intimidade, seja com amantes, familiares e amigos. Seu maior medo é ficar sozinho, e um defeito é que pode acabar se esquecendo da própria identidade por se preocupar muito com a própria imagem, buscando ser sempre atraente.


Lema: Você é único. Só tenho olhos para você.

Desejo central: Intimidade e experiência.

Objetivo: Estar em um relacionamento com as pessoas no trabalho e no ambiente que eles amam.

Maior medo: Ficar sozinho, ser um invisível, se indesejado, ser mal-amado.

Estratégia: Tornar-se cada vez mais atraente fisicamente e emocionalmente.

Fraqueza: Com o desejo de agradar aos outros corre o risco de perder sua identidade externa.

Talento: Paixão, gratidão, valorização e compromisso.

O amante também é conhecido como: O parceiro, o amigo íntimo, o entusiasta, o sensualista, o cônjuge, o construtor de equipe.


GOVERNANTE:


"Poder é poder" — Cersei Lannister Baratheon, Game Of Thrones.


Este é bastante observado, é o típico arquétipo de quem busca poder e controle das situações. É tido e visto como um líder nato, responsável, que sabe guiar bem um grupo de envolvidos em alguma trama aparentemente complicada. Seu defeito é que pode acabar se tornando autoritário demais.


Lema: O poder não é tudo. É a única coisa.

Desejo central: Controle e poder.

Objetivo: Criar uma família ou uma comunidade bem-sucedida e próspera.

Estratégia: Exercer o poder.

Maior medo: O caos, ser destituído.

Fraqueza: Ser autoritário, incapaz de delegar.

Talento: Responsabilidade, liderança.

O Governante é também conhecido como: O chefe, o líder, o ditador, o aristocrata, o rei, a rainha, o político, o gerente, o administrador.


SÁBIO:


"Treine a si mesmo a deixar partir tudo que teme perder" — Yoda, Star Wars.


O arquétipo do Sábio é conhecido por servir de base para personagens que buscam o conhecimento, aprendizagem e formas de compreensão apenas para o crescimento pessoal, e não para algum objetivo específico. Pode acabar se tornando envolvido demais com as informações que encontra e acabar esquecendo-se de agir, ou do resto do mundo.


Lema: A verdade é libertadora.

Desejo central: Encontrar a verdade.

Objetivo: Usar a inteligência e a análise para compreender o mundo.

Maior medo: Ser enganado, iludido, ou ser ignorante.

Estratégia: Buscar informação e conhecimento, autorreflexão e compreensão dos processos de pensamento.

Fraqueza: Pode estudar detalhes para sempre e nunca agir.

Talento: Sabedoria, inteligência.

O Sábio também é conhecido como: O perito, o erudito, o detetive, o conselheiro, o pensador, o filósofo, o acadêmico, o pesquisador, o pensador, o planejador, o profissional, o mentor, o professor, o contemplador.





Beijinhos envenenados, Pandora.

2 visualizações0 comentário

© 2020 por PROJETO AURORA, auroradivinaeos@gmail.com. Todos os direitos reservados.

  • wattpad
  • Instagram
  • YouTube