Dicas para Antes de Escrever #05

SAGA: COMO SE TORNAR UM ESCRITOR - PARTE 5.



Olá, Maleficats.


Vamos de mais um quadro da nossa Saga de Como Ser Um Escritor.


Nesse caso, vou lhes apresentar três erros, sendo que dois erros dos três apontamos demais nas resenhas que fazemos por aqui. Contudo, entendam a minha surpresa ao descobrir que alguns desses mesmos erros que apontamos com frequência também são apontados por uma crítica literária.

Ronize nos comentou que esses erros dispersam muito a atenção do leitor, e nós, como leitoras dos livros de vocês, concordamos. Inclusive, onde eu assino?!

Para que vocês não cometam esses mesmos erros nos livros de vocês, vou apresentá-los aqui na nossa saga.


✔ 1) Muitos personagens com nomes.


Cansamos de apontar isso. Vários e vários livros aqui do Wattpad já começaram nos apresentando cinco, seis, sete personagens logo de cara. Chegou em um momento que eu nem ao menos sabia sobre quem estava lendo. Também não adianta nada apresentar suas características e começar a chamar a fulana de "loira", pois além de decorar os nomes, ainda temos que decorar as características de cada um dos vinte personagens?

A autora desse site nos disse que existe uma "regra de ouro" que diz não ser aconselhável apresentar mais do que três personagens com nomes em uma mesma cena. Nossa mente, em geral, não consegue se lembrar de mais de três nomes ao mesmo tempo.

Vocês precisam ir com calma na hora de nos apresentar seus personagens, pois pode correr o risco de nós, leitores, esquecermos de alguns, e eles serem justamente os que vocês queriam que nós nos lembrássemos.

✔ 2) Mudança repentina de ponto de vista.

Estamos ali acompanhando a história de vocês, que é narrada do ponto de vista da menina desempregada que foi chifrada pelo namorado e está sentada chorando no meio da sala... Aí, de repente, você decide mudar o ponto de vista para um executivo que perdeu a mulher há anos, mas resolveu voltar às pistas. Ou seja, o par romântico da nossa desempregada. O que aconteceu com a menina? Ela dormiu? Ela fugiu? Pulou da janela? E choque: isso tudo em um mesmo capítulo!

A lógica é: começou, tem que terminar. Façam uma transição de uma cena para a outra. Não aconselho que tentem manter essa transição em um mesmo capítulo, pois é mais difícil. Mudem de capítulo, mas nos informem que a menina, por exemplo, foi tomar um banho quente para ver se melhorava e, após o banho, decidiu dormir para ver se esquecia desse dia horrível. Terminem a cena.

Esse é um apontamento exclusivo da autora, pois ainda não tivemos esse desprazer. Vocês estão ligeiros nisso por aqui, o que me faz questionar sobre quem a autora estava se referindo... Será que os autores publicados estão cometendo esse erro? Bom, parabéns para nós.



✔ 3) Uma confusão de pequenos detalhes.


Aqui mora o perigo, pois cansamos de apontar isso nas nossas resenhas. Olha, não sei o que é pior, os mil personagens ou os mil detalhes. Aprendemos que fidelidade aos detalhes traz autenticidade à nossa história, contudo, muitos autores exageram nos pequenos detalhes, que são completamente insignificantes para o desenrolar da narrativa. Isso faz com que a leitura seja chata e acabe dispersando a atenção do leitor.

O que interessa para o enredo saber a cor do colchão do namorado da melhor amiga da protagonista? Foda-se ele e foda-se o colchão dele.


A Ronize nos informa que o melhor termômetro nesse caso é tentarmos ler a cena com os olhos dos nossos leitores. Será que cada um dos detalhes é realmente importante para a história? Eles acrescentam em algo à narrativa ou estão apenas enchendo linguiça? Não hesite em cortá-los do texto se achar que o personagem – e sua história – podem viver muito bem sem eles.



Espero que esses errinhos possam ajudar vocês em algo na hora de escreverem o livro de vocês!

Beijinhos, Lillith.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo